Santana 65

Lisboa — 2020

O edifício “Solar de Santana”, no Campo Mártires da Pátria, em Lisboa é um dos mais antigos palacetes de Lisboa e um raro exemplar pré-pombalino. Em 1661 era identificado como “Casa das Torrinhas”. É um edifício marcado por diferentes épocas construtivas, exigindo-se a sua reabilitação e requalificação, cumprindo a legislação em vigor e conferindo-lhe a dignidade e qualidade compatível com a sua história e localização no coração da cidade.

A exigência da manutenção de praticamente todas as paredes exteriores e interiores de alvenaria, bem como de elementos arquitetónicos e decorativos, num antigo palácio de configuração “labiríntica”, levantaram desafios permanentes à conceção, verificação da segurança e execução da estrutura. A maioria das soluções adotadas são particulares, pensadas à medida de cada caso e adaptadas às necessidades da obra no seu decurso.

Particularmente exigente foi a construção de um piso subterrâneo de estacionamento, que exigiu o recalçamento temporário de um número muito significativo de importantes paredes resistentes e de arcos.

O edifício tem agora 22 apartamentos e é composto por: uma cave para estacionamento e três pisos elevados, com piso intermédio em mezanino, aproveitando o elevado pé-direito existente de 5m. As coberturas, também renovadas, mantêm, na sua maioria, as inclinações originais com a diversidade que caracteriza as diferentes épocas em que foram realizadas.

Saiba mais

Principais intervenientes

Cliente:
Westport International

Arquitetura:
RRJ Arquitectos

Estrutura:
JetSJ

Engenharias:
EACE

Empreiteiro:
Ecociaf

Programa

4.400m²

Habitação ABC

22

Apartamentos

850m²

Estacionamentos

Números

5,5M €

Hard costs

Outros

Flexibilidade

1 a 4 Unidades
212 to 1199 m²

Inquilinos

KPMG
PLMJ

Sustentabilidade

LEED Gold Grade A